COLEÇÃO DE UNIFORMES


Vidas negadas
por Jordana Nunes - 3º Ano - Ens. Médio  | Itapoã
Recentemente, uma lei que permite o aborto de crianças anencéfalas foi aprovada no STF (Supremo Tribunal de Justiça). Com ela, as velhas discussões que tornam este tema tão polêmico, foram novamente levantadas: Será que não existe vida? E se houver, será que esta vida não merece uma chance?
 
Os fetos anencéfalos são considerados cientificamente sem vida. Partindo deste princípio, o método mais aprovado pelos médicos, que pode ser realizado até o nono mês de gestação, consiste no desmembramento do feto com um bisturi adaptado ou com uma espécie de aspirador, para que seja possível retirá-lo pelo canal vaginal.
 
Mas, para contrariar os princípios científicos que tentam tornar o aborto, neste caso, politicamente correto, há crianças que foram diagnosticadas com anencefalia, que superaram o diagnóstico de morte, e graças a persistência de seus pais, hoje vivem. E ainda, segundo o testemunho dos pais, respondem a estímulos, como o carinho e a dor.
 
Acontece que existem diversas síndromes que são facilmente confundidas com a anencefalia, algumas igualmente letais, mas outras, que mesmo alterando drasticamente o desenvolvimento do indivíduo e também sua expectativa de vida, não levam à morte. E como saber se o diagnóstico está correto? Infelizmente, não tem como, não só por elas serem tão semelhantes, mas também por se tratar de um paciente que ainda não nasceu, que ainda está em formação, e que não pode ser tocado.
 
Será que é justo condenar uma criança indefesa à morte, mesmo sabendo que o diagnóstico não é cem por cento confiável, que talvez possa viver a vida, a qual estão lhe negando, e que ela só depende da vontade daqueles que deveriam amá-la incondicionalmente?
 
A religião responde de uma maneira, a ciência de outra, mas em que acreditar? Cada indivíduo tem seus valores morais, que lhes foram ensinados. Porém, é preciso saber que mesmo na ciência existem casos que são considerados verdadeiros milagres, e que cada ser humano tem suas características, suas capacidades e incapacidades.


Outros artigos escritos por Jordana Nunes
Um lanche nada feliz
Tal pai, tal filho
Vidas negadas
A biologia da vida
COMPARTILHE COM UM AMIGO
Se você gostou do conteúdo desta página e deseja compartilhá-la com outras pessoas,
preencha os campos abaixo.
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Unidade Itapoã
R. Jaime Duarte do Nascimento, 617, Itapoã - Vila Velha-ES, CEP: 29101-620
Telefone: (27) 3320-5900