COLEÇÃO DE UNIFORMES


Diversidade Cultural e Folclore Capixaba na Educação: reflexão sobre a prática docente
quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Editorial Nº. 6 Ano: 2013

Educar é muito mais que reunir pessoas numa sala de aula e transmitir-lhes um conteúdo pronto. É papel do professor compreender melhor o aluno e sua realidade diária e acreditar nas possibilidades do ser humano, buscando seu crescimento pessoal e profissional.
 
Atualmente, percebe-se um alto nível de desconhecimento por parte dos alunos e até da população em geral, no que se refere às suas origens, costumes e tradições e por isso, este texto propõe a análise da abordagem acerca da diversidade cultural capixaba e como ela é trabalhada na escola. Além disso, é importante que a avaliação da prática docente em relação ao trabalho com a convivência das diferentes culturas seja constantemente realizada.
 
A escassez de materiais de apoio, de estudos e pesquisas no que diz respeito a esse conteúdo fazem com que os alunos e educadores desta área tenham que diariamente travar uma dura batalha com poucos recursos para sua tarefa.
 
É necessário que os alunos percebam que a construção da identidade cultural é formada pelo imenso conjunto de valores, costumes, moral, tradições e hábitos de um povo, que os diferenciam de todos os outros. Segundo a proposta curricular do MEC (2001) é fundamental que os educandos se reconheçam como portadores e produtores de ideias, linguagens, conhecimentos e sentimentos necessários à constituição e transformação do seu espaço psicológico, social e físico. Desde o nascimento, o ser humano recebe influências e informações do grupo: os hábitos alimentares, o vestuário, o costume de dormir em cama ou rede, a língua, a identificação do pai e mãe, as brincadeiras infantis, o aprendizado para o trabalho, as buscas amorosas etc. Todas as suas atividades são informadas pelos padrões culturais da sociedade em que vive.
 
A palavra folclore, de origem inglesa, significa os saberes do povo, ou seja, tudo o que o povo faz, cria, diz e em que acredita e que se torna tradicional, passando de geração a geração. Compreende a arte, a dança, a música, a culinária, crendices e superstições, assim como, lendas, brincadeiras, festas e celebrações.
 
O folclore capixaba é muito vasto e foi formado a partir de influências de várias nacionalidades, como portugueses, africanos, indígenas, poloneses, açorianos, alemães, italianos e etc., porém a maior contribuição para o folclore do Estado do Espírito Santo foi a partir das crenças, histórias, costumes, festas, devoções e dramatizações oriundas de Portugal, desde o início da colonização. Dos negros africanos, o folclore capixaba recebeu uma vasta contribuição nos batuques dos tambores, na música e ritmo de bandas de congo, nos rituais de cultos sagrados, na culinária e na fala da população deste local. Já dos indígenas, a contribuição se deu a partir das técnicas de trabalho, modos de plantio, pesca e caça, assim como o artesanato e fabricação de redes, instrumentos musicais e adornos.
 
Logo, o trabalho com a diversidade cultural deve abranger as artes em geral, a culinária, o folclore e demais assuntos, focando-se principalmente nas regionalidades e suas características.
 
Algumas festividades e brincadeiras que fazem parte da história capixaba e são muito importantes para o histórico folclórico do Estado são a Festa da Penha, as panelas de barro de Goiabeiras, o Ticumbi - baile de congos de São Benedito, o roubo da bandeira, folia de reis, reis de boi, entre outros que valem a pena conhecer e transmitir aos nossos alunos.


COMPARTILHE COM UM AMIGO
Se você gostou do conteúdo desta página e deseja compartilhá-la com outras pessoas,
preencha os campos abaixo.
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Mapa do site:
Institucional
Proposta pedagógica
Trabalhe conosco
Contato
Unidade Itapoã
Dentinho de Leite
CEICNEWS
Nossos Colunistas
Editorial
Galeria de Fotos
Nosso aluno, nosso orgulho
Prata da Casa
Ex-alunos
Cultural Tour
Unidade Itapoã
R. Jaime Duarte do Nascimento, 617, Itapoã - Vila Velha-ES, CEP: 29101-620
Telefone: (27) 3320-5900