COLEÇÃO DE UNIFORMES


Educação e política
terça-feira, 19 de abril de 2016

Editorial Nº. 2 Ano: 16

À primeira vista, estas duas palavras parece não combinarem. Isso vai depender do enfoque em que se possa associá-las.

  Vivemos um contexto político extremamente delicado e que sinaliza mudança de rumos para o país. É possível perceber que a política se tornou o centro, o ponto de convergência de questões como a economia, a ordem jurídico-institucional, a ética, a harmonia nas relações entre os três poderes republicanos e, em suma, a própria democracia. Permeando esse cenário, evidencia-se um viés ideológico, como um divisor de águas, que tem suscitado discussões acaloradas nas famílias, no trabalho, nas universidades, ganhando as ruas, nas diversas manifestações que vêm ocorrendo há algum tempo, reunindo multidões e em um  clima mais recente de acirramento de ânimo e posições.

    No discernimento, talvez fosse possível encontrar um caminho nessa verdadeira encruzilhada histórica. Dele resultaria o bom senso como norte para todos os brasileiros, indistintamente, na busca das soluções de que o Brasil tanto precisa, a médio e longo prazo. Todavia, para discernir faz-se necessá rio conhecer, analisar, comparar... Caso contrário, sofreremos as consequências do radicalismo que está se instalando aos poucos na sociedade.

   Entendemos, pois que a educação tem um papel importantíssimo que pode ser exercido em diversos espaços. Na mídia, veiculando, de forma pedagógica, as informações sobre o que vem acontecendo para que os cidadãos, principalmente os menos esclarecidos, possam tomar posições. Nas instituições religiosas, para que não se perca de vista o respeito ao irmão que não comunga com algum ponto de vista que venha a ser imposto pelo senso comum. Nas associações de natureza diversa e que já congregam pessoas que têm interesses comuns. Nos círculos familiares, de forma que essas questões sejam
discutidas de forma clara e preservando-se a união (e aí, os mais velhos podem contribuir muito lembrando os momentos por que a nação brasileira já passou...)

    E a política na escola? Sem dúvida, este é um espaço privilegiado. Não para trazer essa discussão da forma como vem sendo conduzida pelos cidadãos. Não como tribuna para que se “doutrinem” as crianças e os adolescentes impondo ideologias, ou posições monopolizadas. Mas sim usar as ferramentas de que ela já dispõe naturalmente: a disciplina, os valores que se cultivam conforme sua proposta pedagógica, a inserção dos temas correlacionados nos conteúdos curriculares, de forma que os alunos possam conhecer e vivenciar a democracia. Para que possam ter informações isentas e embasadas, adquiridas nas aulas, nas pesquisas, nas atividades desenvolvidas: painéis, debates, visitas e entrevistas. Tudo isso de forma a formar futuros cidadãos críticos, conscientes de seus deveres e direitos e aptos a intervir na sociedade.

   Na perspectiva que se coloca, compreendemos, portanto que educação e política se coadunam sim e que é possível, dessa forma, vislumbrar um cenário em que a política seja um instrumento de paz, prosperidade e uma vida melhor para todos neste país tão promissor.


COMPARTILHE COM UM AMIGO
Se você gostou do conteúdo desta página e deseja compartilhá-la com outras pessoas,
preencha os campos abaixo.
Seu nome:
Seu e-mail:
Nome do amigo:
E-mail do amigo:
Mapa do site:
Institucional
Proposta pedagógica
Trabalhe conosco
Contato
Unidade Itapoã
Dentinho de Leite
CEICNEWS
Nossos Colunistas
Editorial
Galeria de Fotos
Nosso aluno, nosso orgulho
Prata da Casa
Ex-alunos
Cultural Tour
Unidade Itapoã
R. Jaime Duarte do Nascimento, 617, Itapoã - Vila Velha-ES, CEP: 29101-620
Telefone: (27) 3320-5900